Mensagens

A mostrar mensagens de Abril, 2007

Abril nos Cadoços

Imagem
A fim de manter viva a memória da Revolução de Abril têm sido recolhidos testemunhos sobre as vivências do dia 25 entre os decanos do nosso concelho. Para lermos e aprendermos amanter vivas as vivências de um dia memorável na nossa história.



Ao sair do Hospital em Cascais, onde trabalhava como preparadora analista, achei a rua estranha. Na telefonia não passava música e ninguém se conseguiu aperceber do que se tinha passado, embora visse muita gente a ir para Lisboa.
Apanhei pois o comboio com as minhas amigas e só que se via era gente e saírem tropas de todo o lado.
Contudo, ninguém sabia explicar o que se estava a passar.
Embora não tivesse nada contra o antigo regime, os dias após o 25 de Abril foram os mais bonitos da minha vida.
Depois, fui esperando as mudanças, mas acabei por perder o conto aos presidentes. Os reis empinei-os na escola, agora os presidentes…

Novidades Livros

Imagem
QUEVEDO, Carlos Já não me lembrava : os delírios da K e outros textos 82 LP-3 QVD

WILSON, Robert O Cego de Sevilha 82 LE-3 WLS

HAYDEN, Torey A criança que não queria falar 82 LE-3 HYD

PINTO, Ana Sofia Gouveia Fonseca O mistério da Maria da Fonte 94(469) PNT (Juv.)

COTRIM, João Paulo Viagem no branco 82 LP-34 CTR (Inf.)

SOARES, Luísa Ducla Uma vaca de estimação 82 LP-34 SRS (Inf.)

CRUZ-CONTARINI, Rafael De A a Z com D. Quixote 82 LE-1 CNT (Inf.)

PARAFITA, Alexandre Contos de animais com manhas de gente : histórias de tradição oral 82 LP-34 PRF (Inf.)

COOKE, Trish Tanto, tanto! 82 LE-34 CKE (Inf.)

DONALDSON, Julia O Grufalão 82 LE-34 DNL (Inf.)

GONZALEZ, Maria Teresa Maia A história dos brincos de penas 82 LP-34 GNZ (Inf.)

Bom fim de semana!

Imagem
Vieira da Silva Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam a todos um bom fim de semana!!!

Poema da Semana

Vimos todos os filmes
mas ainda não sabemos o fim de nenhum,
somos como a luz que desconhece
a própria velocidade.
Os relógios são a decoração doméstica
da angústia, damos corda
aos que precisam e não precisam
sem sabermos nada
da corda e da angústia.
Anos e anos amontoam-se
como nuvens ou tumores benignos
entre as nossas pequenas ciências
e o pressentimento de que
Deus escreve direito e nós
somos as linhas tortas.

Pedro Mexia

Livro da Semana

Imagem
Jô Soares, conhecido do grande público graças aos seus programas televisivos e indiscutível sentido de humor, apresenta-nos em Assassinatos na Academia Brasileira de Letras um policial que confirma uma escrita extremamente madura e atraente, surpreendendo quem se atreva a lê-lo. No seu terceiro livro o "Gordo" propõe-nos o assasínio dos mais diversos membros da Academia Brasileira de Letras numa crítica ao snobismo que dominou o mundo literário brasileiro dos anos 20. Mas o humor continua a ser uma dominante em Jô Soares, se bem que se apresente um pouco mais refinado. A não perder, disponível na sua bilioteca em 82 LPBR-312.4 SRS

25 de Abril

Imagem
Dia 24 de Abril a Sala Vermelha do Jardim de Infância de Grândola veio até à biblioteca para partilhar a liberdade que o 25 de Abril trouxe a todos nós.
A verdade é que o jovem grupo surpreendeu o pessoal da biblioteca ao revelar uma impressionante cultura democrática e um alargado leque de conhecimentos sobre o dia que mudou Portugal. Por conseguinte, a história de José Vaz A Fábula dos Feijões Cinzentos só pôde fazer sentido para os nossos jovens convidados. Mas o grande ponto alto da sessão foi quando pudemos todos cantar a uma única voz o Grândola Vila Morena do já saudoso Zeca Afonso. Até uma próxima!

Dia Mundial do Livro

Imagem
Celebrou-se ontem o Dia Mundial do Livro e haverá animação pela noite fora, tal como está em programa, sendo que durante o dia já se desenrolaram as actividades com a creche (manhã) e com uma turma da EB 2/3.
A proximidade com o 25 de Abril foi aproveitada, através da exploração das obras A Fábula dos Feijões Cinzentos de José Vaz e O Tesouro de Manuel António Pina, sendo que esta última deu origem a uma alucinante caça ao tesouro pela biblioteca, tal como se pode comprovar pelas fotografias. Depois das actividades com os mais novos a festa continuou noite fora com a apresentação do livro Líricas Come On & Anas por parte do seu autor Rui Reininho que nos seduziu a todos com o seu apurado sentido de humor. De seguida DALE conquistou o público com as suas vinte canções de amor e um poema verdadeiramente inesperado. A noite continuou depois com a passagem de filmes baseados em obras literárias e com Djs no auditório. Da parte dos funcionários da biblioteca agradecemos a presença de todos …

Bom fim de semana!

Imagem
Almada Negreiros

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam a todos um bom fim de semana!!!

Programa da Maratona dos Livors

10h00 -17h00
Livros: Vários amores, a mesma paixão
Sessões de animação do livro e da leitura para crianças e jovens
A Fábula dos Feijões Cinzentos um livro de José Vaz,
A caça ao Tesouro, a partir do livro O Tesouro de Manuel António Pina

21h
Rui Reiniho apresenta Líricas Come On & Anas
Apoio: Editora Palavra

22h30
Vinte Canções de Amor e um Poema Inesperado
Espectáculo de música e poesia por DALE

00h00
Venha Ler Cinema

Memórias de uma Gueixa
Um filme de Rob Marshall, com Ziyi Zhang, a partir da obra homónima de Arthur Golden

A Sangue Frio
Um filme de Richard Brooks, com Robert Blake e Scott Wilson, a partir da obra homónima de Truman Capote

Charlie e a Fábrica de Chocolate
Um filme de Tim Burton com Johnny Depp, a partir da obra homónima de Roald Dahl

Sensibilidade e Bom Senso
Um filme de Ang Lee, com Emma Thompson, HUgh Grant e Kate Winslet, a partir da obra homónima de Jane Austen

Pela Noite Dentro
DJS Palha & Otas, música para cotas
DJS Primos Próximos, Andro&Maria
DJ Hugo Patrício

Poema da Semana

Há pensamentos que deveriam culminar
num gesto da sua própria substância,
conciliações, mortes e até esquecimentos
que artificialmente devem ser detidos
numa paralisada iminência,
num embrião ou anteprojecto de gesto
imobilizado de súbito como um rígido boneco
no interior de uma parede de vidro.
E não se sabe se ali termina o homem,
nesse falso vazio transparente,
ou se o gesto necessário não se cumpre
porque em frente já não há ninguém.
O certo é que o mundo
não é mais que um montão de extremos incompletos,
de pontas frustradas
no escandaloso e simulado espaço
dos gestos que não existem.
E a morte não é outra coisa que a plenitude desse espaço,
a fusão desses gestos.

Roberto Juarroz

Maratona das Bibliotecas

Imagem

Livro da Semana

Imagem
Em Lixo, Irvine Welsh apresenta-nos um polícia corrupto cujas obsessões (derivadas do consumo excessivo de drogas) assumem um efeito trágico-cómico à narrativa.
A narrativa também é um dos pontos fortes do autor escocês, uma vez que nos apresenta o diálogo da personagem principal com as suas lombrigas (tal como aparece na imagem do lado direito), criando um efeito surpreendente, uma vez que a narrativa principal passa para segundo plano em detrimento da alucinação da personagem principal. A descrição das situações do quotidiano também pretendem chocar o leitor, transmitindo uma imagem de clara desacreditação do sistema civil, tal como ele se encontra estabelecido e sobretudo da sociedade civil escocesa. E é fazendo o apanágio da violência, do sexo e do consumo de drogas que Irvine Welsh expia alguns dos males que o afectaram durante a época de 80, em que teve que ser submetido a diversas curas de desintoxicação. Contudo, com Lixo, deu mais um passo para asua confirmação enquanto escritor…

Visita da Casinha Mágica

Imagem
Hoje, dia 18 de Abril, foi a vez de recebermos a Casinha Mágica que veio ouvir a A Girafa que Comia Estrelas da autoria do escritor angolano José Eduardo Agualusa.

O grupo mais novo que vem à Biblioteca já manifesta um gosto pelos livros e uma postura de fazer inveja a muitos dos nossos utilizadores mais velhos.

Até uma próxima amiguinhos!

Ilustre Desconhecido: Daniel Pennac

Imagem
Há toda uma geração de antigos alunos que conhece Daniel Pennac. Ou conhece, ou ouviu falar, muito graças ao seu Como um Romance que conquistou muitos dos corações leitores e cujos direitos do leitor ainda hoje ocupam um lugar de destaque no imaginário literário internacional.

Contudo, o seu nome tem vindo a cair no esquecimento à medida que mais e mais pessoas optam pelo seu primeiro direito que é o de não ler.

Nascido em Casablanca (Marrocos) no ano de 1944, Pennac tem-se vindo a afirmar como um dos mais destacados escritores franceses vivos. Professor de francês, tem na leitura a sua grande paixão e é à sua promoção que dedica grande parte do seu esforço intelectual. Contudo, "a escrita cria um choque do qual nunca nos recuperamos", tal como afirmou nesta entrevista, disponível aqui.

Hoje com 63 anos, muito mais se espera deste escritor francês que revolucionou o mundo literário com os seus ensaios romanceados.



Livros de Daniel Pennac disponíveis na sua biblioteca:



Como um Rom…

Visita do Jardim de Infância de Melides

Imagem
Hoje recebemos avisita do Jardim deInfância de Melides que veio ouvir e participar de forma entusiasta na história Ovos Misteriosos da autoria de Luísa Ducla Soares. Em cada ovo foi-nos dada a descobrir uma surpresa, fazendo-nos entrar no mundo sempre mágico dos livros que consegue mudar as nossas vidas. Até uma próxima!

Os Maias chegam aos EUA!!

O romance Os Maias, de Eça de Queirós, vai ser traduzido e publicado pela primeira vez nos Estados Unidos, anunciou a editora New Directions. O livro deverá ser posto à venda nos Estados Unidos a 30 de Julho. A tradução é de Margaret Jull Costa que, nos Estados Unidos e no estrangeiro, venceu diversos prémios pelas suas traduções de Eça de Queiroz e José Saramago. Dando o seu apoio à publicação nos Estados Unidos dessa obra de Eça de Queirós, o conhecido crítico literário norte-americano Harold Bloom descreveu Os Maias como «um dos mais notáveis romances europeus do século XIX, comparável, na sua totalidade, às melhores obras dos grandes mestres russos, franceses, italianos e ingleses da prosa de ficção». A editora New Directions já publicou anteriormente outras obras de Eça de Queirós, nomeadamente O Crime do Padre Amaro, A Ilustre Casa de Ramires e (sic) O Sofá Amarelo.

Via Mundo Pessoa

Novidades Livros

Imagem
CORREIA, Clara Pinto Mapa -Múndi : as viagens imaginárias na História da Europa 82 LP-3 CRR
MUSSA, Alberto O enigma de Qaf 82 LPBR-3 MSS
HOUELLEBECQ, Michel Extensão do domínio da luta 82 LE-3 HLL
O'CONNOR, Flannery Um bom homem é difícil de encontrar 82 LE-3 CNN

GANERI, Anita Apanhados do clima 55 GNR (Juv.)
AMARO, Jorge O porquinho Vítor 82 LP-34 MRO (Inf.)
REDOL, Alves A flor vai pescar num bote 82 LP-34 RDL (Inf.)
VIEIRA, José Luandino A guerra dos fazedores de chuva com os caçadores de nuvens : guerra para crianças 82 LPA-3 VRA (Inf.)
MOUTINHO, José Viale O livrinho das adivinhas 398 MTN (Inf.)

Bom fim de semana!

Imagem
Van Gogh

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam a todos um bom fim de semana!!!

Encontro das Escolas Rurais nos Cadoços

Imagem
Hoje, dia 13 de Abril, realizou-se o Encontro das Escolas Rurais na Escola dos Cadoços.

A Biblioteca Municipal marcou presença das mais variadas formas, como aliás se pode ver pelas fotografias que se seguem.



As histórias João Porcalhão, Ainda Nada?, A Toupeira que queria saber quem lhe tinha feito aquilo na cabeça e Lobo Feroz foram as eleitaspela nossa equipa. Embora as reacções tenham sido surpreendentes, nada como a honestidade infantil para nos sentirmos revitalizados.

A partilha de experiências e o intenso espírito comunitário acabaram por ser os pontos fortes que conquistaram o pessoal da biblioteca, que, decerto, não hesitará em responder positivamente a um futuro convite.

Até uma próxima...

Visita do Jardim de Infância da Aldeia do Futuro

Imagem
Na passada quarta-feira recebemos a visita do Jardim de Infância da Aldeia do Futuro, que vieram ouvir a história de José Eduardo Agualusa, A Girafa que Comia Estrelas.

Da parte dos elementos da Biblioteca, só podemos agradecer a simpatia de todos os nossos entusiastas visitantes. Até à próxima amigos!!!

Livro da Semana

Imagem
Com a publicação de Pedro Páramo em 1955, Juan Rulfo projectou-se internacionalmente como um dos melhores escritores das letras hispânicas.
Este sucesso deveu-se à maneira ímpar como o autor conseguiu captar a essência da espiritualidade mexicana, bastante marcada pela Igreja Católica e um intenso culto de cariz sobrenatural. A constante dicotomia entre o mundo real e um mundo que nos é apresentado como existente, mas que não se encontra ao nível do perceptível, acaba por ser a grande dicotomia que marca toda a obra, produzida com uma mestria única, seduzindo-nos do primeiro ao último minuto.