Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2009
Imagem
Os funcionários da biblioteca desejam a todos os seus utilizadores um bom fim de semana!

Poema da Semana

O que há em mim é sobretudo cansaço
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto alguém.
Essas coisas todas

-Essas e o que faz falta nelas eternamente;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada
-Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser…

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto…
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço.
Íssimo, íssimo. íssimo,
Cansaço…

Livro da Semana

Imagem
O que é que lhes aconteceu depois do golpe do Renton?
Esta será, porventura, uma das questões que os leitores de Trainspotting mais frequentemente se farão.
A respota é-nos oferecida em Porno.
Irvine Welsh deu, assim, seguimento a uma das maiores sagas literárias do final do século XX, mantendo o mesmo registo que converteu Trainspotting num verdadeiro livro de culto.
As aventuras e desventuras de um grupo de "amigos" de Leith, com especial enfoque para Sick Boy, sobre quem recai grande parte da acção narrativa ecujas acções acabam por resultar no título do livro.
A mestria narrativa aliada ao sarcasmo eironia tipicamente britânicos continuam a ser uma constante num romance dominado pela linguagem verbal e onde as várias personagens nos vão fornecendo elementos de desenvolvimento da narrativa.
A não perder, disponível na sua biblioteca em 82 LE-3 WLS

Ilustre Desconhecido: Jim Davis

Imagem
Há sempre personagens que superam os seus autores.

O caso de Jim Davis consegue, porventura, ser paradigmático.

Possivelmente já todos nós teremos ouvir de Garfield, nunca o associando ao seu autor.

James Robert Davis nasceu a 28 de Julho de 1945 em Marion, no estado norte-americano de Indiana, tendo-se licenciado em Artes e Administração pela Universidade de Ball State em Muncie.

A inspiração para a criação da personagem de Garfield veio dos inúmeros gatos que vagabundeavam pela quinta onde foi criado. O nome veio do seu avô, James Garfield Davis.

De facto, o gato rechonchudo, preguiçoso ecom uma tremenda obsessão por comida converteu-se num dos ícones das tiras humorísticas do século XX, estando actualmente presente em 41 jornais pelo mundo inteiro, para além da recente adaptação para cinema.

O humor cínico e tremendamente sarcástico, para além da defesa de um nível de vida guiado pela ociosidade, carregam consigo um profundo sentimento de crítica à sociedade norte-americana. Um autor a ex…

Novidades Livros

Imagem
TAMES, Richard Cavaleiros 94(4) TMS (Juv.)

WALKER, Richard Sentidos maravilhosos 612 WLK (Juv.)

MOTA, Arlindo Formas de Abril : monumentos comemorativos do Distrito de Setúbal 725 MTA [OFFL]

FESTIVAL INTERNACIONAL DE BANDA DESENHADA DA AMADORA Banda desenhada Amadora : tecnologia e ficção científica 82-9

KOOMSON, Dorothy Bons sonhos, meu amor 82 LE-3 KMS

O Salazar nunca mais morre : cartas de África em tempos de guerra e amor 82 LP-3 MRS

TAVARES, Miguel Sousa No teu deserto 82 LP-3 TVR

COUTO, Mia Jesusalém 82 LPA-3 CTO

LARSSON, Stieg A rainha no palácio das correntes de ar 82 LE-3 LRS

Livro da Semana

Imagem
Será, porventura, bastante frequente questionarmo-nos sobre o que mudará entre a escrita e a personalidade do escritor enquanto cidadão.
Para satisfazer essa dúvida nada como ler E se Obama fosse africano ? : e outras intervenções do Moçambicano Mia Couto, onde nos são apresentados um conjunto de comunicações feitas pelo mesmo nos mais diversos contextos, desde a abertura de uma empresa de seguros em Angola até a comunicações na Universidade de Aveiro.
Contudo, e dependendo do assunto e do contexto em que as mesmas são proferidas, há que realçar o tremendo domínio da língua portuguesa e a forma sensata e inteligente com que os temas são abordados, conduzindo o ouvinte/leitor a conclusões brilhantes, sempre acompanhadas com relatos de vida apresentados sob a forma de verdadeiros contos.
São crónicas apaixonantes, capazes de nos fazer viajar e aumentar a nossa experiência de vida sem sairmos do mesmo sítio. Experimente! Disponível na sua bilioteca em 82 LPA-3 CTO

Visitas

Imagem
Ontem, dia 20 de Julho, a Biblioteca Municipal teve a honra de receber dois dos mais destacados escritores da lusofonia: Mia Couto e José Eduardo Agualusa.





Tendo contado ainda com a presença do pintor moçambicano Malangatana, a sala de exposições da biblioteca acolheu cerca de 150 pessoas que tiveram o prazer de partilhar algumas vivências e opiniões num ambiente verdadeiramente informal como se de uma conversa entre amigos se tratasse.


Foram cerca de duas horas apaixonantes numa verdadeira viagem pelo mundo da literatura pelas mãos de dois dos maiores mestres da actualidade.


A noite contou ainda com com apresentações a cargo de Sandra Horta e Carlos Calvo com base num conto retirado das Estórias Abensonhadas de Mia Couto e de Ana Ferreira com base num conto retirado dos Estranhões e Bizarrocos de Agualusa. A eles agradecemos toda a disponibilidade revelada.


Queríamos também agradecer à Livraria A das Artes e felicitá-la pelo seu 6º aniversário e até sempre!

Apresentação Agualusa e Mia Couto

Imagem
Não perca hoje, pelas 21h30, a apresentação dos mais recentes livros dos escritores José Eduardo Agualusa e Mia Couto, Barroco Tropical e Jesusalém, na Biblioteca Municipal.
Apareça!

Bom fim de semana

Imagem
A Biblioteca Municipal deseja atodos os seus utilizadores um bom fim de semana!

Livro da Semana

Imagem
O mais recente livro do angolano José Eduardo Agualusa apresenta-nos, mais do que nunca, um autor extremamente empenhado no denunciar da actual conjuntura do seu país natal.
No seguimento de toda a polémica em torno dos seus comentários em relação à qualidade literária de Agostinho Neto, Agualusa apresenta em Barroco Tropical uma verdadeira distopia da sociedade angolana, com especial ênfase numa Luanda pós euforia do petróleo onde o regresso em força das mais obscuras tradições angolanas como os meninos feiticeiro juntamente com a decadência de uma sociedade pós-eufórica.
A fragmentação da narrativa e a troca constante entre as personagens acabam por ser um espelho da desfragmentação da própria sociedade.
E quando isto se opera sob a batuta narrativa de Agualusa tudo se torna mais vivo, mais intenso numa experiência e prazer único de ler um dos melhores escritores da lusofonia da actualidade.
A Biblioteca de Grândola irá ter o prazer de o receber na próxima segunda-feira pelas 21h30, jun…

Informações

Informamos todos os utilizadores que já há consultas disponíveis para todas as idades e problemas, podendo reservá-las na biblioteca ou através do 269450082.

Mais informamos que das 10h às 13h estará aberta , no Jardim 1º de Maio, a Biblioteca de Jardim com animações da leitura diárias pelas 10h30, assim como as Bibliotecas de Praia no Carvalhal e em Melides.

Novidades Livros

Imagem
MOYES, JojoA baía do desejo = Silver bay 82 LE-3 MYS


AGUALUSA, José EduardoBarroco Tropical 82 LPA-3 GLS
BUARQUE, ChicoLeite derramado 82 LPBR-3 BRQ

CAMILLERI, AndreaO fato cinzento 82 LE-3 CML
TWAIN, Mark, pseud.
Cartas da terra
:82 LE-3 TWN

MEYER, Stephenie
Luz e escuridão
82 LE-3 MYR

ALMEIDA, Clara de
Irene, nome de paz
929 CRU LMD

ESTULIN, DanielToda a verdade sobre o Clube Bilderberg 327 STL


GANERI, AnitaMúmias e faraós94(32) GNR (Juv.)

OXLADE, ChrisPara além do céu nocturno 52 XLD (Juv.)