Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2012

Onde se conta que todas as coisas têm o seu espírito

Deveis saber que eu sei, porque me contaram, que todas as coisas do universo têm o seu espírito. Quantas coisas existem no universo? Muitíssimas. Muitas, mas mesmo muitas, muitíssimas. Existem as montanhas e existem os vulcões, existem os morros e existem as colinas, existem os rios, os riachos, os regatos, as fontes, e as plantas e as árvores e as pedras e a areia do mar e cada uma das gotas das águas do mar... Tantas coisas existem no universo! Então, deveis saber que cada coisa tem o seu espírito. E a coisa mais bela é que aquele espírito tem um nome. Chama-se Rajaw Juyub' (nome que lhe demos nós, os maias). Rajaw Juyub' desliza entre as folhas do bosque, como uma serpente, mas não é uma serpente. O Rajaw Juyub' anda à vontade nas águas como um peixe, mas não é um peixe. O Rajaw Juyub' voa no vento, mas não é um pássaro. O Rajaw Juyub' é espírito do universo. O Rajaw Juyub' é o guardião das coisas do universo. Está em todos os lugares da natureza, vigilante, atento a tu…

Oficina de Escrita

Imagem
Lembramos os participantes inscritos na Oficina de Escrita que as sessões terão início a partir da próxima 4ª feira, dia 1 de Fevereiro, pelas 21h, nas instalações da Biblioteca Municipal de Grândola.

Darwin Now - 3 de Fevereiro 2012

Imagem

Novidades Livros

Imagem
CARVALHO, Maria João Lopo de
Marquesa de Alorna: do cativeiro de Chelas à corte de Viena
82 LP-3 CRV

SARAMAGO, José
Claraboia
82 LP-3 SRM






Pequenos gestos, grandes corações
82 LP-34 (Inf.)

CARROT, Joe
A flecha de fogo
82 LE-311.3 CRR (Inf.)

Bom Fim-de-Semana

Imagem
Jacek Yerka (1952-)

Os funcionários da Biblioteca Municipal desejam um bom fim-de-semana para todos

Poema da Semana

Com Fúria e Raiva

Com fúria e raiva acuso o demagogo
E o seu capitalismo das palavras

Pois é preciso saber que a palavra é sagrada
Que de longe muito longe um povo a trouxe
E nela pôs sua alma confiada

De longe muito longe desde o início
O homem soube de si pela palavra
E nomeou a pedra a flor a água
E tudo emergiu porque ele disse

Com fúria e raiva acuso o demagogo
Que se promove à sombra da palavra
E da palavra faz poder e jogo
E transforma as palavras em moeda
Como se fez com o trigo e com a terra

Sophia de Mello Breyner Andresen, in "O Nome das Coisas"

Biblioteca Itinerante - Fevereiro

Imagem

Livro da Semana

Imagem
Auto do Cruzeiro do Inferno
de
Isabel Zambujal










"Será que nos dias de hoje ainda há fidalgos, alcoviteiras e judeus com o mesmo comportamento das personagens de Gil Vicente no seu Auto da Barca do Inferno?
Isabel Zambujal descobriu-os em pleno século XXI e seguiu-lhes os passos até ao cais.
Cinco séculos depois, os defeitos e as virtudes dos passageiros mantiveram-se.
Relendo a genialidade de Gil Vicente, a autora não resistiu a abusar do humor e da imaginação. Porque ainda é a rir que se castigam os costumes."
"Uma coleção criada para homenagear os grandes autores portugueses. Nunca é demais lembrar aos jovens leitores que os bons escritores são intemporais e as grandes histórias nunca serão ultrapassadas pelo tempo."
Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal com a cota 82 LP-311.3 ZMB (Juv)

A Oração

Uma fotografia mostra uma menina com os olhos fechados a rezar antes de comer a sua refeição.      Mas enquanto reza, com as mãos juntas, um cão põe o focinho em cima da mesa e come parte da comida da menina que estava no prato. Esta é a foto. Depois ter-se-á  passado isto (mas é impossível ter a certeza): a menina termina de rezar, agradecendo a Deus a refeição e, depois de abrir os olhos, vê que uma parte da comida já lá não está. Vê o focinho do cão a mastigar e percebe o que se passou. Dá uma palmada no cão. A palmada não é bem aceite e o cão vira-se contra a sua pequena dona e morde-lhe a mão direita. A menina grita, tem a mão direita a sangrar, e toda a gente que está a ver a situação pensa (tem a certeza) que, no dia seguinte, a menina já não conseguirá rezar da mesma forma.
Gonçalo M. Tavares, in "Short Movies"
Gonçalo M. Tavares venceu a quinta edição do prémio literário Fundação Inês de Castro (2011), de Coimbra, com o romance "Uma Viagem à Índia".

Novidades Livros

Imagem
TAVARES, Gonçalo M.
Short Movies
82 LP-3 TVR

Meneses, Eunice
O Tempero da Morena
641.5 MNS




BOCAGE, 1765-1805
Bocage: Antologia Poética
82 LP-1 BCG (Juv)

SHEPARD, Sara
Perfeitas e Maldosas
82 LE-3 SHP (Juv)




HUTCHINS, Pat
O passeio da Dona Rosa
82 LE-34 HTC (Inf)

B.A.T.A.
O Patinho Feio
82 LE-34 (Inf)

Bom Fim-de-Semana

Imagem
Boris Vian visto pelo artista Galego Pablo Gallo
Bom Fim-de-Semana para todos

Poema da Semana

JÁ NÃO ME APETECE MUITO

Já não me apetece muito
Escrever pohesias
Se fosse como dantes
Fá-las-ia abundantes
Mas sinto-me muito velho
Sinto-me muito sério
Sinto-me consciencioso
Sinto-me preguicioso

Boris Vian (1920-1959), in "Canções e Poemas"

Oficina de Escrita (Programa)

Imagem
Lembramos que estão abertas as inscrições para a OFICINA DE ESCRITA que decorrerá entre os dias 1 de fevereiro a 7 de março, às 4ª feiras, das 21h às 23h. A formação é gratuita e os participantes terão direito a um certificado de participação. Contamos convosco!

OFICINA DE ESCRITA (programa):

I. Introdução/Apresentação da Oficina
Escrita, escritor, criatividade...
Mandamentos do candidato a escritor

II. À volta das palavras
- Diálogo
- Sete e passa!
- Letra escondida
- Racionamento de caracteres
- Dominó de palavras
- Labirinto de histórias

III. À volta dos conceitos e significados
- Puzzle de conceitos
- Jogo de definições
- Pegadas de eufemismo
- 1,2,3...vamos pontuar!

IV. À volta das histórias
- Descrição de cenários
- Construção de personagens
- Criação de uma história

A realização de todas as actividades previstas depende da dinâmica do grupo e do decorrer das sessões. Lembramos que podem inscrever-se até ao próximo dia 25 de Janeiro.

Filme da Semana

Imagem
A Árvore da Vida
um filme de Terrece Malick
"Este maravilhosos triunfo original do visionário realizador Terrance Malick tem nos principais papéis, o Nomeado para Prémio da Academia Brad Pitt, e o Vencedor do Prémio da Academia Sean Penn. A épica mas íntima história acompanha a o crescimento de Jack O'Brien, o filho mais velho de uma família disfuncional do Texas. Brad Pitt tem um desempenho poderoso como força da Natureza cataclísmica no mundo de Jack, o seu complexo e rígido pai. Aclamado pelos críticos e público como obra prima de cortar a respiração, em termos visuais, A Árvore da Vida ganhou a maior honra do Festival de Cannes, tornando-se um dos filmes mais falados do ano."
Este DVD encontra-se disponível para visionamento na Biblioteca Municipal.

Livro da Semana

Imagem
Marcelo no mundo real de Francisco Stork
"Marcelo Sandolval ouve música que mais ninguém consegue ouvir, fruto de uma perturbação semelhante à síndrome de Asperger. No entanto, o pai de Marcelo não se resigna com o facto de o filho não ser como os outros adolescentes e desafia-o a trabalhar durante o verão no seu escritório de advogados, para se juntar ao «mundo real». Neste novo mundo a que rapidamente procura adaptar-se, Marcelo conhece a competição, a inveja, a raiva, a desilusão, a dúvida e o desjo. Mas é uma fotografia que encontra por acaso - a fotografia de uma rapariga com metade do rosto desfigurado - que verdadeiramente o liga ao mundo real: ao sofrimento, à injustiça e ao que pode fazer para lutar contra eles."
Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal, com a cota 82 LE-3 STR (Juv.)

O homem de nada

Era uma vez um homenzinho de nada. Tinha um nariz de nada, uma boca de nada, andava vestido de nada e calçava sapatos de nada. Pôs-se a caminho numa estrada de nada que ia dar a nada. Encontrou um rato de nada e perguntou-lhe: - Não tens medo dos gatos? - Nenhum - respondeu o rato de nada -. Nesta terra de nada apenas existem gatos de nada com bigodes de nada e garras de nada. Além disso, eu respeito o queijo. Só como os buracos. Não sabem a nada mas são bons. - Sinto a cabeça à roda - disse o homenzinho de nada. - É uma cabeça de nada: mesmo que batas com ela contra a parede não te magoas. O homenzinho de nada, querendo certificar-se, procurou uma parede onde bater com acabeça, mas a parede era de nada e, como tomara pouco balanço, foi parar ao outro lado. E também aí não havia nada de nada. O homenzinho de nada estava tão cansado de todo aquele nada que adormeceu. E enquanto dormia sonhou que era um homenzinho de nada e andava por um caminho de nada e encontrava um rato de nada e também …

Novidades Livros

Imagem
MIESZKOWSKA, Anna
A história de Irena Sendler: a mãe das crianças do Holocausto
929 SEN MSZ

CARVALHO, Mário de
Qunado o diabo reza
82 LP-3 CRV




BRAUN, Martin S.
Alex 9
82 LE-311.3 BRN (Juv.)

SHEPARD, Sara
Belas e perigosas
82 LE-3 SHP (Juv)




AZARA, Pedro
Orfeu e Eurídice
82 LE-2 FNT (Inf.)

DESNOËTTES, Caroline
Olhar a pintura através dos séculos.
75 DSN (Inf.)

Bom Fim-de-Semana

Imagem
Goya (1818)
Bom Fim-de-Semana para todos

Poema da Semana

A ESTRATÉGIA

Vejamos
perguntou o capitão
como vai indo
essa instrução?
vai muito bem
um caso lindo
disse o sargento
falando a contento
ao capitão
e veio da guerra
então a instrução
pôs o boné
e entrou
logo em acção
como vai indo
essa função?
perguntou o general
ao capitão
vejamos
expôs o capitão
o importante
sempre tenho dito
e repito
é levar a instrução
avante
e foi assim
que acabada a guerra
o capitão ficou
Napoleão

Mário-Henrique Leiria (1923-1980), in "De Palavra em Punho: Antologia Poética da Resistência"

A Princesa que bocejava a toda a hora

Imagem

Livro da Semana

Imagem
O Retorno de Dulce Maria Cardoso













  "1975. Luanda. A descolonização instiga a ódios e guerras. Os brancos debandam e em poucos meses chegam a Portugal mais de meio nmilhão de pessoas. O processo revolucionário está no seu auge e os retornados são recebidos com desconfiança e hostilidade. Muitos não têm para onde ir nem do que viver. Rui tem quinze anos e é um deles. 1975. Lisboa.      Durante mais de um ano, Rui e a família vivem num quarto de um hotel de 5 estrelas a abarrotar de retornados - um improvável purgatório sem salvação garantida que se degrada de dia para dia.      A adolescência torna-se uma espera assustada pela idade adulta: aprender o desespero e a raiva, reaprender o amor, inventar a esperança.      África sempre presente mas cada vez mais longe."
Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal, com a cota 82 LP-3 CRD.

Buuuuuuuuuu!

Uma velhinha estava farta de ficar sempre sozinha, sentada junto à lareira. Noite após noite, o seu velho marido ia para o café e só regressava muito depois de ele fechar. -Vou dar-lhe uma lição!, resmungou. -Vou pregar-lhe um tal susto que ele nunca mais vai querer sair depois de anoitecer. Pegou num velho lençol e recortou dois buracos para fazer de olhos. Depois colocou-o na cabeça e, dirigindo-se rapidamente para o pórtico da igreja, esperou que o seu marido passasse por lá no regresso a casa. Saltou então para a frente dele, com o velho lençol sobre a cabeça, sacudindo os braços e gritando: - Buu-uu! Buu-uu! O marido estacou. Virou-se para ela e... sorriu: -Outra vez tu, velho fantasma? -disse. -E esta noite trouxeste um amigo para te fazer companhia. Que simpático! Foi então que atrás dela, a velhinha ouviu uma voz sussurrar: - Bu-uu! Bu-uu!
Celeste Pereirain Contos divertidos

Novidades Livros

Imagem
WELTY, Eudora Os melhores contos
82 LE-3 WLT


CADILHE, Gonçalo Encontros marcados
82 LP-3 CDL



PESSOA, Fernando Fenando Pessoa: antologia poética
82 LP-1 PSS (Juv.)


BOCAGE Bocage: antologia poética
82 LP-1 BCG (Juv.)





DONIZETTI, Gaetano O elixir do amor
82 LE-2 FNT (Inf.)


LIONNI, Leo Pequeno azul e pequeno amarelo
82 LE-34 LNN (Inf.)

Bom Fim-de-Semana

Imagem
Norberto Nunes

Bom Fim-de-Semana a todos os utilizadores da Biblioteca Municipal

Poema da Semana

NA BIBLIOTECA

O que não pode ser dito
guarda um silêncio
feito de primeiras palavras
diante do poema, que chega sempre demasiadamente tarde,

quando já a incerteza
e o medo se consomem
em metros alexandrinos.
Na biblioteca, em cada livro,

em cada página sobre si
recolhida, às horas mortas em que
a casa se recolheu também
virada para o lado de dentro,

as palavras dormem talvez,
sílaba a sílaba,
o sono cego que dormiram as coisas
antes da chegada dos deuses.

Aí, onde não alcançam nem o poeta
nem a leitura,
o poema está só.
E, incapaz de suportar sozinho a vida, canta.

Manuel António Pina (Prémio Camões 2011), in "Poesia Reunida"

Filme da Semana

Imagem
RIO
"Blu é uma arara domesticada, que nunca aprendeu a voar e que tem uma vida confortável com a sua dona e melhor amiga Linda, na pequena cidade de Moose Lake, no Minnesota. Blu e Linda pensam que ele é o último da sua espécie mas quando descobrem outra arara que vive no Rio de Janeiro, fazem-se ao caminho dessa terra longínqua e exótica a fim de encontrar Jewel, a sua equivalente femenina. Não muito tempo depois de terem chegado, Blu e Jewel são raptados por um grupo de traficantes de aves exóticas. Com a ajuda da desenvencilhada Jewel e um grupo de pássaros de cidade, espertos e cheios lábia, Blu consegue escapar. Agora, com a sua nova amiga ao seu lado, Blu terá de arranjar coragem para aprender a voar, contrariando assim os raptores que os perseguem e conseguir regressar a Linda, a melhor amiga que um pássaro pode ter. Ganhar coragem para abrir as asas e seguir os seu destino!"
Este DVD encontra-se disponível para visionamento na Biblioteca Municipal.

Animação do Livro eda Leitura para o Pré- escolar e 1.º Ciclo

Imagem
Durante o mês de Janeiro, a Animação do Livro e da Leitura será baseada no livro "Um gato na árvore", de Pablo Albo e ilustrado por  Géraldine Alibeu.
As marcações podem ser efectuadas pelos professores de cada turma, através do nosso contacto telefónico:  269 450 082.

Livro da Semana

Imagem
Herança
de Christopher Paolini
"Há pouco tempo atrás, Eragon - Aniquilador de Espectros, Cavaleiro do Dragão - não era mais que um pobre rapaz fazendeiro, e o seu dragão, Saphira, era apenas uma pedra azul na floresta. Agora o destino de toda uma sociedade pesa sobre os seus ombros. Longos meses de treinos e batalhas trouxeram esperança e vitórias, mas também perdas de partir o coração. Ainda assim, a derradeira batalha aguarda-os, onde terão de confrontar Galbatorix. E, quando o fizerem, têm de ser suficientemente fortes para o derrotar. São os únicos que o podem conseguir. Não existem segundas tentativas. O Cavaleiro e o seu Dragão chegaram até onde ninguém acreditava ser possível. Mas serão capazes de vencer o rei tirano e restaurar a justiça em Alagaësia? E se sim, a que custo? Este é final do Ciclo da Herança, muito aguardado em todo o mundo por uma legião de fãs ansiosos."

Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal com a cota 82 LE-311.3 PLN (Juv.)

Porque é que o diabo é zarolho

Disse a Avó Ugago: «A areia guarda muitos mais segredos que o dos ratos ladrões do meu bisavô Ibrahim. O diabo desceu da duna em direcção ao cemitério e eu segui-o. Ao chegar, bateu com o pé esquerdo três vezes no chão. Formou-se logo um remoinho que nos arrastou até às profundezas. Eu não via o caminho a seguir, só o resplendor da cor do vinho que iluminava as costas do diabo. Depressa escutámos os lamentos dos mortos a chorar pelos seus parentes, milhares de orações perdidas à procura de um destinatário. O diabo avançava com passo firme, afastando as almas que se punham à sua frente: «A mão, dá-nos a mão», pediam. Mas eu sabia que se lha desse não voltaria a ver a luz. Encontrámos a minha tia Baína a dançar à volta de uma fogueira. - Tia Baína! - exclamei. - O que é que estás aqui a fazer, Ugago? Não te pedi para rezares por mim? - Pediste, mas.. - E porque é que vens tão mal acompanhada? Nunca confies no diabo, nunca. - Eu, não confio, tia, foi ele que insitiu em vir até aqui. - Então, meu da…