Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2012

Bom fim de semana

Imagem
Aguarela de Carlos Luz

Bom fim de semana para todos

Poema da semana

D E S C O B E R T A S


João Gonçalves Zarco as colocou
Nos mapas e nas cartas desse tempo.
E, porque tudo ali o deslumbrou,
Deu novas ao Infante e regressou
Às ilhas. Seu maior encantamento.

Tornou-se Porto Santo na primeira
Das ilhas, do Infante, descobertas.
Dali rumou, com Zarco, Vaz Teixeira
P'ra outra, que chamaram de Madeira
E donde vislumbraram as Desertas.

Tenazes, como bons navegadores
Em corso de aventura, longo, belo,
Tornados, dessas ilhas, os feitores,
Souberam ser também exploradores
Trazendo, em sua ajuda, Perestrelo.

E a saga que os levou àquelas ilhas,
Fazendo o nosso mundo mais pequeno,
Expôs, à nossa vista, maravilhas,
Mostrando um paraíso em poucas milhas,
Aonde até o clima é mais ameno.

Vítor Cintra, in "Contrastes"

Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Outubro

Imagem

Filme da semana

Imagem
Um monstro em Paris
um filme de
Bibo Bergeron










"Paris 1910. Na cidade Luz, atingida por uma enorme inundação, um monstro começa a semear o pânico.
Emile, um tímido projecionista e o seu amigo Raoul, que sem saberem são os responsáveis pela criação deste monstro, acabam envolvidos na aventura de salvar esta estranha criatura das garras de Maynott, o ambicioso e implacável Chefe da Policia.
Na sua corrida para salvar o monstro, Emile e Raoul obtêm a ajuda de Lucille, a celebre cantora do cabaret “O Pássaro Raro”, assim como de um excêntrico cientista e do seu irascível macaco.
Apesar dos esforços destes amigos, o monstro – que se revela ser uma gigantesca e doce pulga com extraordinários dotes musicais - consegue esconder-se de todos.
Mas e se o melhor esconderijo fosse precisamente debaixo dos holofotes do “O Pássaro Raro”, o cabaret onde canta Lucille?"
Este filme encontra-se disponível para visionamento na Biblioteca Municipal

Livro da semana

Imagem
Não nos roubarão a esperança
de
Júlio Magalhães










    "Depois dos anteriores bestsellers, o jornalista e escritor Júlio Magalhães leva-nos até ao cenário da Guerra Civil Espanhola para nos contar a história de dois portugueses, irmãos, sangue do mesmo sangue, separados por convicções diferentes. Duarte e Pedro, que partem para o país vizinho para combater em diferentes lados da barricada. Um ao lado dos nacionalistas e o outro dos republicanos. Contudo, para além da violência e do drama do conflito, estes dois irmãos irão encontrar o amor.
     Duarte é feito prisioneiro pelos republicanos, às portas de Barcelona, iniciando uma longa viagem de automóvel que o vai levar até Madrid, num território pejado de perigos. É durante esta longa viagem que se apaixona por Dolores, uma jovem republicana, a sua cárcere, encarregue de o levar à capital espanhola, onde o espera, possivelmente, a morte.
     Será nas vésperas da invasão de Badajoz pelas tropas de general Franco que Pedro irá desco…

O carneiro dócil

Fazia um carneiro uma grande viagem, e não tardou a achar insuportável o calor da própria lã; por isso, ao ver um rebanho de semelhantes seus, que, tudo o parecia indicar, estavam ali à espera, encerrados num bardo, juntou-se-lhes num salto, na esperança de também ser tosquiado. O Pastor chegou pouco depois, e, como os outros carneiros se foram amontoar no extremo oposto ao redil, o viajante abriu caminho por entre os companheiros, e chegou-se à frente, dizendo:      - O seu rebanho parece-me muito indisciplinado; ainda bem que me encontro aqui para dar um exemplo de docilidade. Quando o virem a trabalhar comigo, os outros carneiros acabam por ganhar coragem para virem entregar-se às suas mãos.      - Fico-lhe muito agradecido, - respondeu o Pastor - mas só mato um de cada vez. A carne de carneiro estraga-se depressa, no tempo quente.
Ambrose Bierce (1842-1914) ,in "Fábulas fantásticas"

Novidades Livros

Imagem
AGUALUSA, José Eduardo
A Rainha dos estapafúrdios
82 LPA-34 GLS (Inf)









MUCHAMORE, Robert
Gangues
82 LE-311.3 MCH (Juv)










PATO, Henrique Vaz
Sol & Pesca: receitas e sabores das conservas portuguesas
641.5 PTO

Bom Fim de Semana

Imagem
Candido Portinari, "Retirantes", 1944

Bom fim de semana para todos os utilizadores da Biblioteca Municipal

Poema da Semana

A PAZ

A paz
é uma pomba que voa.
É um casal
de namorados.
São os pardais
de Lisboa
que fazem ninho
nos telhados.
É o riacho
de mansinho
que saltita
nas pedras morenas
e toda a calma
do caminho
com árvores
altas e serenas.
A paz é o livro
que ensina.
É uma vela
em alto mar
e é o cabelo
da menina
que o vento
conseguiu soltar.
E é o trabalho,
o pão, a mesa,
a seara de trigo,
ou de milho,
e perto
da lâmpada acesa
a mãe que embala
o seu filho.

Sidónio Muralha, in "Verso aqui, Verso acolá"

Filme da Semana

Imagem
August Rush: o som do coração
filme ralizado por Kirsten Sheridan
"Um carismático jovem irlandês e uma deslumbrante jovem violoncelista conhecem-se uma noite em Nova Iorque e apaixonam-se profundamente. Separados pelo destino, para tás fica um filho tornado órfão pela força das circunstâncias. Anos mais tarde, a criança, com dotes notáveis para a música, apelidada August Rush, toca nas ruas de Nova Iorque protegida por um misterioso estranho. Através da música, August Rush tudo fará para encontrar os pais de quem foi separada à nascença."
Este filme encontra-se disponível na Biblioteca Municipal.

Livro da Semana

Imagem
As cinquenta sombras de Grey
de
E. L. James









"As cinquenta sombras de Grey é um romance obsessivo, viciante e que fica na nossa memória para sempre."
"Anastasia Steele é uma estudante de literatura jovem e inexperiente.Christian Grey é o temido e carismático presidente de uma poderosa corporação internacional. O destino levará Anastasia a entrevistá-lo para um jornal universitário. No ambiente sofisticado e luxuoso de um arranha-céus, ela descobre-se estranhamente atraída por aquele homem enigmático, sombrio, cuja beleza corta a respiração. Voltarão a encontrar-se dias mais tarde, por acaso ou talvez não. O implacável homem de negócios revela-se incapaz de resistir ao discreto charme da estudante. Ele quer desesperadamente possuí-la. Mas apenas se ela aceitar os bizarros termos que ele propõe... Anastasia hesita. Todo aquele poder a assusta - os aviões privados, os carros topo de gama, os guarda-costas... Mas teme ainda mais as peculiares inclinações de Grey, as suas exig…

ENERGIA JOVEM - Revista Digital

Imagem
Já está disponível o nº 3 da Revista Digital Energia Jovem.
http://www.cm-grandola.pt/PT/Actualidade/Agenda/Documents/Energia%20Jovem%20Setembro.pdf

Workshop de Pintura

Imagem
Sábado, 15 de setembro, realizou-se no Auditório da Biblioteca Municipal, o workshop de pintura com o Professor Charles Hajnal.



Bom Fim-de-Semana!

Imagem
Ilustração de Maria Keil
Bom fim-de-semana para todos!

Poema da Semana

Dança da Rosa

Meninas das mãos de seda,
Meninas da cor da Lua:
Vamos lá dançar de roda
À roda da nossa rua!

Meninas das mãos de seda,
Rosa rosada na mão:
Vamos a jogar na roda
A rosa no meio do chão.

Meninas das mãos de seda,
Voz mansinha de embalar:
Vamos lá dançar de roda,
Vamos nós escolher par.

Meninas das mãos de seda,
Cabelos soltos sem laços:
Vamos lá dançar de roda
Que a roda são nossos braços.

Aquela que está no meio
Será a que vai casar?
Ai! a menina da Lua
Parece a rosa ao luar...

Aquela que está no meio
Já não tem coração!
Ai! a menina da Lua
Parece a rosa do chão...

Aquela que está no meio
É a minha namorada...
Ai! a menina da Lua
Parece a rosa encarnada!

Meninas das mãos de seda,
Rosa rosada na mão!
Vamos jogar na roda
A rosa do coração.

Matilde Rosa Araújoin "As cançõezinhas da Tila".

Oficina de Expressão Dramática - Espetáculo Final

Imagem
Ontem,  as crianças que participaram na Oficina de Expressão Dramática, apresentaram vários sketches.





Inauguração da exposição de pintura dos ex-alunos da AIC

Imagem
No passado sábado, inaugurou-se na Biblioteca Municipal, uma exposição coletiva de pintura dos antigos alunos da Escola António Inácio da Cruz. Esta exposição está patente na Biblioteca até dia 29 de setembro.





Livro da Semana

Imagem
Os Fantasmas de Rovuma de Ricardo Marques
"Durante a Grande Guerra, nas condições implacáveis do mato no norte de Moçambique, milhares de soldados portugueses enfrentaram o inimigo alemão e desceram ao inferno. Escrito a partir de diários pessoais e documentos esquecidos, este é o relato de um pesadelo real vivido por homens sem esperança nem rumo nos confins de África. Uma aventura imperdível, feita de coragem e abnegação, que a História tentou apagar."
Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal.

As três perguntas

Encontramos a história que se segue tanto na Islândia como na Turquia.
Um homem tinha que responder a três perguntas, ao nascer do dia, sob pena de lhe cortarem a cabeça. Mas um dos amigos, um simples guardador de rebanhos, foi em seu lugar ao encontro dos soldados. Declarou-se pronto a responder. Disseram-lhe que, se não encontrasse a resposta certa, a sua cabeça seria cortada. Aceitou. O chefe dos homens armados disse: - Aqui tens a primeira pergunta. Quantas carroças de areia há em todas as costas da Irlanda? - Uma só - disse o homem - desde que a carroça seja suficientemente grande. - Eis a segunda pergunta - disse o chefe - Quanto valho?  - Vinte e nove moedas de prata - respondeu o homem. - Como chegaste a essa conta? - Nosso Senhor Jesus Cristo foi vendido por trinta moedas de prata. E tu não vales o mesmo que ele. Esta resposta foi aceita, tal como a primeira. Então o chefe dos homens armados perguntou: - Eis a terceira pergunta. Presta bem atenção. Qunatas estrelas há no céu…

Oficina de Expressão Dramática - Espetáculo Final

Imagem
As crianças que participaram  na  Oficina de Expressão Dramática, inserida no Programa Vivam as Férias de 2012, apresentam no dia 12 de setembro, às 21H00 no Auditório da Biblioteca Municipal o ESPETÁCULO FINAL. Entrada livre!

Bom Fim-de-Semana!

Imagem
Ilustração de Alex Gozblau
Bom fim-de-semana para todos os utilizadores!

Poema da Semana

Todos os homens são maricas quando estão com gripe.

Pachos na testa
terço na mão
uma botija
chá de limão
zaragatoas
vinho com mel
três aspirinas
creme na pele
grito de medo
chamo a mulher
ai Lurdes Lurdes
que vou morrer
mede-me a febre
olha-me a goela
cala os miúdos
fecha a janela
não quero canja
nem a salada
ai Lurdes Lurdes
não vales nada
se tu sonhasses
como me sinto
já vejo a morte
nunca te minto
já vejo o inferno
chamas diabos
anjos estranhos
cornos e rabos
vejo os demónios
nas suas danças
tigres sem listras
bodes de tranças
choros de coruja
risos de grilo
ai Lurdes Lurdes
que foi aquilo
não é chuva
no meu pestigo
ai Lurdes Lurdes
fica comigo
não é o vento
a cirandar
nem são as vozes
que vêm do mar
não é o pingo
de uma torneira
põe-me a santinha
à cabeceira
compõe-me a colcha
fala ao prior
pousa o Jesus
no cobertor
chama o doutor
passa a chamada
ai Lurdes Lurdes
nem dás por nada
faz-me tisanas
e pão de ló
não te levantes
que fico só
aqui sozinho
a apodrecer
ai Lurdes Lurdes
que…

Livro da Semana

Imagem
Agora: uma história de amores próprios de Pedro Boucherie Mendes

"«Deixá-la ir terá sido o maior erro da minha vida. Porque tinha uma impressão muito forte de que ela seria a tal, e a sensação de que seria recíproco. Esperta como era, disse-me naquela mesma varanda, dias antes, enquanto olhava para longe, que era o homem da vida dela. Eu, parvo, ri. Devia-te tê-la abraçado. Outro erro. Desde aí tenho-me ocupado mais ou menos com o mal. Não que haja uma relação de causa e efeito, mas fiquei livre para poder fazer o que entendesse. E praticarr o mal foi o que entendi fazer.»"
Este livro encontra-se disponível na Biblioteca Municipal.

Inauguração da Exposição

Imagem
A Inauguração da Exposição dos Ex-Alunos da AIC, realizar-se-á no dia 8 de Setembro às 19h00.

Workshop de Pintura com Professor Charles Hejnal

No próximo dia 15 de setembro, pelas 15h, realizar-se-á um WORKSHOP DE PINTURA com o Professor Charles Hejnal, na Biblioteca Municipal.

Material necessário:

• 2 Telas de 40x60 cm

• Pincéis redondos nºs 1/4/6


Tintas de Óleo:

• Ocre

• Terra Ciena Queimada ou (tostada)

• Terra sombra Queimada ou (tostada)

• Azul Ultramarino

• Óleo de Linho

• Essência de terbentina ou diluente

• Panos

• 2 ou 3 frascos

• Paleta ou azulejo

Aceitam-se inscrições na Biblioteca Municipal, por email (biblioteca@cm-grandola.pt) ou por telefone (269450080).

A participação é gratuita (máximo de 12 participantes).

História de uma mosca que não sabia quem era

Naquele pinheiro-manso vivia uma mosca que não sabia que era uma mosca por nunca ter visto outra na vida. Uma vez que os seus olhos eram do tamanho do corpo, a única coisa que via de si própria eram as asas negras. Assim, a mosca sabia que não era um pássaro por não ter penas, nem uma fada por as asas não serem brancas. Certo dia a mosca viu uma abelha pousada numa flor e colocou a seguinte hipótese. - Olha, se calhar sou uma abelha! Ficou a ver o que fazia a senhora abelha e achou o seu trabalho interessantíssimo: sugava néctar. A mosca foi também beber de uma flor e depois, não sabendo o que fazer com tanto néctar, engoliu-o. Era uma experiência agradável, aquela; não havia nada mais saboroso no mundo. Estava a mosca a deliciar-se com a sua refeição, quando, de repente, a flor da ameixa gritou: -Sai daqui, coisa porca! A mosca alarmou-se com o insulto e saltou assustada. Reclamou: -Respeitinho, seu projecto de ameixa! Sou uma abelha! Ainda te corto a raiz com o meu ferrão! A flor …

Biblioteca Itinerante - Horário e Percurso - Setembro

Imagem

1.ª Mostra de Pintura dos Ex-Alunos da AIC

Imagem